Marina Werneck será a host do Rising Tides, programa de inclusão social e empoderamento feminino da WSL

Entre os dias 20 e 28 de junho mais uma etapa do Campeonato Mundial de Surf acontecerá em Saquarema, Rio de Janeiro, na Praia de Itaúna e Marina Werneck, embaixadora do surf feminino da World Surf League (WSL), foi escolhida como a host do Rising Tides, programa de inclusão social e empoderamento feminino lançado pela liga. O objetivo do programa é reunir meninas da comunidade local para surfar com as atletas da elite mundial em cada etapa do circuito. A ação aconteceu dia 19 de junho.

“A iniciativa do Rising Tides é muito importante e incrível para o surf feminino , porque proporciona para as meninas da nova geração e das comunidades locais, a experiência de passar um dia com as atletas de alta performance, tops do circuito mundial, ou seja, as meninas vão poder conhecer mais sobre a história dessas atletas, se inspirar nelas e saber o que elas viveram para chegar até esse momento da carreira. Estou muito feliz por fazer parte do projeto”, conta Marina. 

Além de ser a host do Rising Tides, no dia 21 de junho Marina falará sobre o surf feminino na WSL House. A conversa será transmitida ao vivo no site da World Surf League. “O evento, a cada ano, se supera cada vez mais. A etapa do Brasil é um dos maiores eventos do circuito, então é sempre super impactante para todo mundo, é onde começa, realmente, a corrida para o título, onde o ranking se define”, finaliza.

Para saber mais sobre o Rising Tides, projeto social da WSL, acesse: https://m.worldsurfleague.com/risingtides