Marina Werneck conhece a origem e participa da 37ª Festa do Guaraná

 

Recentemente a surfista Marina Werneck embarcou em uma grande aventura. Convidada pelo Guaraná Antarctica, Marina viajou até Maués, na Amazônia, para conhecer a origem e participar da 37ª Festa do Guaraná. “Em Manaus embarcamos em um barco no qual viajamos por cinco dias até desembarcarmos a terra do Guaraná”, conta Marina.

Durante a viagem, Marina e o ator Christian Monassa, um dos embaixadores do Guaraná, aproveitaram a oportunidade para fazer wakesurf, modalidadenaqual o surfista pega a onda produzida por um barco a motor.

Com origem do tupi “wara’ná”, que significa “grande cipó da floresta amazônica”, o guaraná tem origem amazônica tendo os índios como pioneiros em seu cultivo e criadores de uma das lendas que envolvem sua aparição na região de Maués. A época da colheita, acontece uma vez por ano entre os meses de outubro e janeiro e é motivo de festa para a cidade que promove uma grande festa que atrai os moradores de toda a região e das cidades vizinhas para assistirem a encenações das lendas indígenas e de shows.

 

A cidade de Maués também é a sede da Fazenda Santa Helena desde 1971. É neste local que Guaraná Antarctica estuda e produz conhecimento sobre as melhores práticas para o cultivo do fruto, que anualmente são compartilhadas com as mais de 2500 famílias da região que vivem do cultivo de guaraná.

 

“Nós fizemos uma imersão bem legal nessa cultura do guaraná, e esse envolvimento com o produto nos mostrou o quanto ele e a sua origem são especiais”, finaliza Marina.

Confira a Websérie dessa aventura no Canal do Youtube de Marina Werneck:

Episódio 1 – https://youtu.be/_DtsIvIBCqI

Episódio 2 – https://youtu.be/GwZyPkJiVYQ